29 de nov de 2010

Amigos vão de Fusca, rumo à Terra do Fogo.

          Você já teve algum dia a vontade de dar uma de "easy rider" e sair viajando por aí, sem lenço e sem documento? Bem provável que sim, porém poucos realmente mostram coragem ou mesmo disposição para encarar longos percursos com pouco ou quase nenhum conforto. Contudo, quem já fez algo do gênero jura de pés juntos que não existe melhor maneira de se viajar.
          Quem compartilha desse "meio de vida" é o jovem Robson Luis Campagnaro, de 21 anos. Ele e seu amigo, Charles Rodrigues da Silva, vão encarar 12 mil quilômetros a bordo de um Fusca 1974. O destino? A cidade de Ushuaia, na Argentina, capital da Província da Terra do Fogo e conhecida também como a "cidade do fim do mundo". Campagnaro conta como surgiu a ideia para encarar essa grande aventura. "Ano passado fiz uma viagem de moto até a Praia do Forte, na Bahia. No caminho, resolvi que, para o ano seguinte, escolheria um destino mais longo. Encontrei o Charles, que compartilha o mesmo gosto e decidimos fazer essa loucura", conta.
          Para o desafio, a escolha do Fusca deve-se por um motivo: Campagnaro quer provar que o automóvel consegue fazer uma viagem longa, pois, em sua opinião, trata-se de um veículo valente e resistente. "Esse Fusca está na minha família desde 1984. Tenho todo um carinho por ele. Quero mostrar que não há motivos para preconceito contra o veículo. Muito carro novo não tem a mesma força. Confio plenamente nele", garante.
          O roteiro da viagem está sendo programado. Porém, por não saberem o que vão encontrar no caminho, Campagnaro não demonstra estar preocupado. "Estamos motivados por não termos noção do que teremos pela frente. Exceto pelo trecho entre Curitiba a Uruguaiana (RS), que já conhecemos, não há nada planejado para o restante. Se os lugares tiverem paisagens que valham a pena contemplar, ficaremos um pouco mais nestes locais. Vamos sem preocupação em seguir um roteiro", admite.
          A viagem está sendo bancada pela dupla, os dois amigos saem de Curitiba às 6h do dia 17 de dezembro, da casa de Robson, no bairro Portão.

Fonte: ParanáOnline

Nenhum comentário:

Postar um comentário