25 de abr de 2014

Aposentado reencontra primeiro carro de sua vida e o reforma após 61 anos

Proprietários de automóveis sabem que o carinho pelo primeiro modelo adquirido é único. Podem vir diversos outros modelos depois dele, mas as lembrança que ficam na memória não se apagam. Já imaginou reencontrar a relíquia depois de muito tempo e ter a oportunidade de dirigí-lo novamente? O aposentado Brian Rollings, 77 anos, batalhou para ter essa chance, após 61 anos de espera.


Segundo o site Daily Mail, Brian teria adquirido, em 1953, o clássico Austin Opal Tourer (ano 1936), por cerca de R$ 431 (ou 140 libras esterlinas) quando tinha apenas 16 anos. Dois anos depois, o teria substituído por um novo veículo maior. Desde então, sempre sentiu saudade. 


"Rodei em carros clássicos, comprei um Rolls-Royce e um conversível Bentley Mark VI, mas sempre ansiava pelo velho Austin 7”, declarou o feliz proprietário à publicação.
Hoje, seis décadas mais tarde, ele conseguiu reencontrá-lo, já em estado bastante deteriorado. O valor pago por Brian para ter seu clássico de volta foi mais alto:  R$ 12,3 mil (4 mil libras).


Até o encontro final, Brian passou por poucas e boas. Em 2011 viu o carro anunciado em um evento de restauração, mas descobriu que já havia sido vendido para outro interessado, que aceitou a oferta de Brian para levá-lo.
Vivendo em Walsall, na Inglaterra, Brian decidiu reformar o veículo, que precisou de três anos para retomar a forma impecável de antigamente. “Quando dirigi o carro pela primeira vez, me senti como um rei”, declarou. A esposa do colecionador confirma a forte relação Brian e o Austin: "Sempre digo que Brian ama duas coisas nesta vida: eu e o Austin”, afirma.



Fonte: http://revista.pensecarros.com.br/




Nenhum comentário:

Postar um comentário